Página inicial
currículo Dr. José Paulo Figueredo
o que é, como surgiu

conheça a equipe da saúde

tira-dúvidas por email
mapa de acesso à Clínica

O que é Medicina Ortomolecular?

A expressão Medicina Ortomolecular (moléculas certas, equilibradas) foi criada no início dos anos 60 pelo cientista americano Linnus Pauling, laureado duas vezes com o Prêmio Nobel.

Para Pauling, as doenças surgem de desequilíbrios bioquímicos no organismo e devem ser tratadas com as moléculas corretas, isto é,do próprio metabolismo.

Um exemplo fácil de entender:

Se tivermos deficiência de ferro no organismo, podemos ter uma doença chamada anemia ferropriva. Esta pode manifestar-se por cansaço, depressão, queda de cabelos, por exemplo. Um indivíduo com anemia que apresente esses sintomas, pode ser tratado com "fortificantes", antidepressivos, xampu para queda de cabelos, que podem melhorar os sintomas, e por isso são importantes,  mas a cura será obtida quando receber o tratamento com a "molécula correta", o ferro. Nenhum outro tratamento poderá substituir o ferro, pois esse é um elemento essencial. Para o perfeito equilíbrio do nosso metabolismo, a máquina humana necessita de aproximadamente 50 elementos essenciais:

oxigênio,
água;
13 vitaminas;
8 aminoácidos;
20 minerais e
2 ácidos graxos, que devemos adquirir de uma alimentação saudável.

Além desse exemplo clássico de doença carencial, a deficiência de nutrientes pode levar a progressiva perda da memória, que pode evoluir para a doença de Alzheimer ou mesmo uma obstrução de artéria coronária, causado, por exemplo, pela elevação da homocisteína no sangue.

Atualmente existem campanhas em todo mundo para suplementar mulheres em idade fértil com vitaminas do complexo B, principalmente o ácido fólico (vitamina B-9) para prevenir o nascimento de crianças com defeito do tubo neural. Estudos têm mostrado que essa suplementação oferece proteção às crianças não somente de nascerem com defeitos do tubo neural, mas também protege contra doenças cardíacas, do trato urinário, fendas orais e mesmo “mongolismo”. E, para a mãe, parece proteger contra pré-eclâmpsia e eclâmpsia, doença grave que se manifesta principalmente por elevação da pressão arterial da gestante.

A Medicina Ortomolecular visa a corrigir os desequilíbrios bioquímicos através de orientação nutricional e pela prescrição de suplementos, proporcionando assim, suporte básico para que cada indivíduo possa desfrutar em plenitude o seu potencial genético e aprimorar a genética dos nossos descendentes.

 

 

*Obs: A Medicina Ortomolecular não é uma especialidade médica. No Brasil, o Conselho Federal de Medicina regulamentou a Medicina Ortomolecular com a denominação “Prática Ortomolecular” (Resolução 1500/98).

 

 


email para: clarissa_borba@yahoo.com.br